Meditação por Gaia

PUBLICADO EM: POR: Michaela

Esta visão aconteceu durante a meditação do dia 21-11-2015, que foi um chamado do COBRA para todos os Trabalhadores da Luz para auxiliarem Gaia e o Evento:

Às 18hrs em ponto comecei a sentir taquicardia e uma energia tomou conta do meu corpo. Na minha tela mental vi Gaia e dela floquinhos de luz branca subiam como pétalas iluminadas. Os trabalhadores da luz e irmãos estelares e intraterrenos já estavam unidos em seus corações, em preparação.

Agora vejo uma floresta muito verde. Vejo que ao meu redor há alguns Seres de luz. Vejo que elevam suas mãos para os céus e delas soltam o que parecem ser pétalas de energia brancas que vão flutuando, subindo. Um ser azul olha para mim e aponta para uma delas, minha visão dá um “zoom” de repente e eu vejo: são rosas! Rosas brancas de pura energia e amor, que soltam aos céus, como balões. Eu também levo minhas mãos à frente de meu coração agora, recolho minha rosa e elevo minhas mãos e a solto. Ela sobe, sobe, se junta às outras rosas brancas nos céus. Que visão linda! Estou chorando, a emoção é forte demais. Sinto uma conexão de amor com todos estes seres. Estamos unidos. As rosas nos unem, se unem, como ligações de luz, uma malha, que nos liga.

Vejo que alguns humanos soltam pombas brancas de suas mãos. Elas vão voando para o céu muito azul, muito claro.
É hora.. Estendo as minhas mãos, do meu chackra básico saem raízes que me ligam a Gaia e do meu chackra coronário estendo um tubo de luz que funciona como raízes para cima, pegando os raios do Sol e do Sol Central. Deixo que os raios dos Sóis entrem pelo meu coronário e irradiem por minhas mãos estendidas na frente de meu corpo. A luz que entra irradia de meu corpo todo, não só de meus chackras, mas de todos os poros.

Vejo arco-iris. Eles voam e circulam Gaia, como anéis de Saturno. A luz se intensifica. Vejo os seres daqui da superfície intensificando o envio de luz. Eles irradiam luz de seus corpos. Luz e amor, profundo amor. Me ligo a Gaia. Somos Um. Vejo luz e verde, muitas florestas verdes. Vejo fadas, elementais voando, brilhando em luz dourada. Todos damos as mãos. Estamos ao redor e na superfície de Gaia de mãos dadas, vestidos de brancos. Algumas mulheres estão com coroa de flores brancas nos cabelos. Há muita paz. Sinto as mãos de meus irmãos nas minhas, o calor de suas mãos. Estamos orando. Falando a Gaia de nosso amor. De nossos chackras cardíacos saem luz e vão irradiar Gaia, banhando-a em amor e luz, e paz. Gaia está toda verde. Não irradiando luz verde, eu vejo Gaia coberta de florestas muito verdes! Agora de nossos chackras frontais (3º olho) também saem luzes brancas. Do laríngeo também, juntamente com o cardíaco. Ouço música. São seres cantando. Estendemos nossas mãos. Das mãos também saem luzes brancas. Vejo seres furiosos com chifres irradiando luz marrom para Gaia. Não nos importamos, continuamos em amor. Lhes enviamos luz rosa. Estão furiosos.

Vejo Gaia com uma aura arco-iris ao seu redor. Ela está bem, está muito bem! Do meu chackra cardíaco envio também um feixe de luz arco-iris para ela. Ela sorri. Nós ao redor de Gaia não estamos mais de mãos dadas, estamos abraçados, em círculo ao seu redor, enviando nosso amor, festejando nosso amor! Tentam nos impedir, não deixamos. Estamos unidos.

Faço força para visualizar as bombas strangelets dissolvendo, sendo descobertas, os responsáveis sendo presos. Visualizo as bombas sendo inutilizadas e os escuros sendo postos para dormir. Eles são minoria. Vejo eles em pequenos grupos marrons ao redor de Gaia. Estão dormindo agora. O resto são pessoas iluminadas, ao redor de Gaia. Estamos fortes em nossa intenção, somos muitos. Somos paz, somos amor.

Vejo os refugiados na Europa recebendo abrigo e atenção dos europeus. Recebendo comida, abrigo, carinho. Estão conversando. Estão se entendendo. Não há mais conflitos. São todos irmãos.

Foco agora nos terroristas. Envio luz cor de rosa do meu chackra cardíaco para suas cabeças, envio-lhes muito amor. Imagino eles se dando conta da loucura que estão fazendo. Imagino eles se cansando das guerras, levando suas atenções para as pessoas que amam. Imaginando como seria bom viver em paz com eles, em amor. Uma vida com amor, pacífica, sem conflitos. Imagino eles desistindo, chorando, procurando se unir a pessoas que os amam, que os abrigam, que os dão apoio. Estão em paz, estão sarando seus corações, estão recomeçando. Todo o conflito e ódio se dissolve em amor.

Agora volto minha atenção para Gaia. Imagino-a ascendendo. Ela vibra cada vez mais, solta cargas. Se libera. Se alivia. De nossos cardíacos novamente saem luz branca e muito amor, muito cuidado, muito carinho. Estamos ainda todos abraçados ao redor Dela. Ela vibra, a vibração em seu corpo se intensifica. Recebo mais luz do Sol Central e de Deus Pai-Mãe em meu chackra coronário para intensificar a luz. A luz que enviamos faz elevar a vibração de todos, não só de Gaia. Sinto agora meu corpo aqui na superfície também se modificar. A medida que vibramos, Gaia vai ficando transparente, azul transparente. Vejo seres cinza com rostos de caveiras protestando. Intensificamos no amor a nossa luz. Agora com as mãos estendidas. Saem luzes rosa clara. Vejo flores sendo enviadas do espaço para Gaia. Está sendo banhada por uma chuva de pétalas de muitas flores. Vejo de muitas cores, mas especialmente amarelas. Nos tornamos arco-iris, nossos corpos explodem em cores de arco-iris. Estamos cantando ao redor Dela. A abraçamos. Há uma névoa esbranquiçada cobrindo toda Ela. Ela está abaixo, azul, linda, brilhante. E agora vibra em verde!! Rsrs Está radiante!
Estamos todos cantando ao seu redor. Lhe dizemos: Gaia, querida, todos nós viemos aqui hoje pois queremos vê-la elevar-se, radiante.

Vejo seres escuros flutuando dentro de bolhas gentilmente para fora de Gaia. Estão dormindo, tranquilos. Vejo seres escuros sendo iluminados de luz dourada, seus corpos irradiam dourado.
Agora vejo luz rubi banhar Gaia. Uma breve luz rubi a banhou como um tsunami, e passou, muito rápido. Não em toda ela, mas em regiões específicas. Reconheço a Oceania e parte do Pacífico, ao lado direito da Oceania.

Nossos corpos estão irradiando luz verde ao redor de Gaia. Estamos agora nos curtindo, a nossa companhia, uns aos outros. Nos saudamos, nos abraçamos, trocamos energias de carinho, imenso carinho uns pelos outros. Não quero que acabe.

Já não irradiamos mais energia para Gaia. Estão começando a ir embora, os meus irmãos. EU permaneço ainda flutuando um pouco. A roda já tem menos seres. Está se esvaziando. Muitos vibrando luz verde de seus corpos. Outros transparentes, branco-azulados. E a imagem se dissolve.