Limpeza dos Centros de Energia

PUBLICADO EM: POR: Michaela

Depois do presente incrível que foi a experiência no último tratamento, continuei a minha saga de meditações e de limpezas. Nesta época eu estava muito focada em tratar todas as minhas Partes e em limpar ao máximo todos os traumas desta vida e de vidas passadas (o que eu continuo fazendo até hoje e para minha surpresa continua sendo tão intenso quanto era há 1 ano atrás). A cada tratamento ou meditação, eu sentia que as coisas iam ficando mais claras para a minha compreensão, como se uma venda que cobria meus olhos fosse lentamente sendo retirada.

Alguns tratamentos depois, eu cheguei no meu último daquela série, que era a limpeza dos Centros de Energia (dos 7 chackras principais). Já fazia semanas que eu havia tido a minha experiência em me unir com o meu Complemento Divino, sem saber que eu havia me unido a ele e até aquele momento eu não havia tido nenhum contato consciente com o meu Eu Superior.

Neste tratamento também eu comecei junto com o grupo, ouvindo as instruções da terapeuta, mas chegou um ponto em que eu não conseguia mais acompanha-la e as imagens começaram a passar na minha tela mental sem que eu tivesse controle do que estava acontecendo.

Eu estava como das outras vezes na minha casa, sentada, e acompanhando a meditação online. Um Ser, com a mesma aparência dos Seres que me observavam naquele lugar de névoa da outra meditação, apareceu na minha sala e sem dizer uma palavra começou a operar os meus chackras. Chackra por ckackra, ele foi removendo densas sujeitas escuras que estavam dentro dos orifícios. Eu estava de olhos fechados e podia sentir ele mexendo no meu corpo, e a sensação que me dava era de extremo alívio, à medida que ele ia removendo as energias densas. Ele me pareceu com um cirurgião, e usava vários instrumentos de mão que iam surgindo na mão dele, a medida que ele ia precisando deles.

Demorou um tempo para este primeiro cirurgião terminar de me tratar, e quando ele finalmente terminou e foi embora, um outro Ser, que eu também intuí que era um cirurgião, apareceu na minha frente. Este segundo cirurgião também era magro e baixinho, mas diferente do primeiro ele trajava roupas, tinha feições felinas e ele conversava comigo. Aliás, ele conversou bastante, ia descrevendo todo o processo, o que ele ia fazendo passo a passo e o que ele tinha conseguido desobstruir e o que ele não tinha conseguido desobstruir. Ele focou nas minhas costas, também foi chackra por chackra me operando, e em um dado momento ele subiu em cima de mim e com um instrumento parecido com um bisturi ele abriu as minhas costas e começou a me operar por dentro! Assim como com o primeiro cirurgião, eu ia sentindo muito alivio, à medida que ele ia desobstruindo o meu corpo. Uma vez com as minhas costas abertas, ele me disse que iria limpar o meu canal da kundalini (que eu descobri que era o que havia doído e queimado tanto do meu encontro com o meu Complemento Divino), canal que segundo ele, ele conseguiu limpar completamente. Ao final me informou 2 chackras que não haviam ficado 100% e que eu teria que continuar trabalhando para tratar, e também foi embora.

Quando este último cirurgião terminou, eu fui retornando à consciência aos poucos e fiquei surpresa em perceber que a transmissão já havia terminado fazia um tempo e que a maioria das pessoas inclusive já havia saído da sala virtual. Eu me distraí tanto prestando atenção no processo todo que parei de ouvir as instruções da terapeuta.