O que são visões?

PUBLICADO EM: POR: Michaela

O tempo é um conceito da 3D, uma ilusão criada para que possamos experimentar a vida de forma sequencial, um evento após o outro, mas na verdade não é assim que acontece.

Quando cocriamos eventos estamos cocriando vários cenários e várias experiências ao mesmo "tempo". Então um evento dá origem a outro e a outro, de forma que criar 1 gera vários. É como decidir bater um bolo, lembrar que falta farinha, ir no supermercado para comprar, durante a preparação o gás acabar e trocar o botijão, e saber que após comer o bolo você terá dor de barriga. Quando você decidiu bater o bolo, você gerou todos estes eventos. O gás acabar não aconteceria se você não tivesse decidido assar o bolo, nem a sua dor de barriga, mas uma vez que você decidiu, estes eventos passaram a existir também. De um ponto de vista fora do tempo, todos eles já aconteceram, você só ainda não passou por eles, por causa da ilusão de tempo linear.

Então se uma pessoa pudesse, por um breve momento, se dessintonizar com a ilusão de tempo e sair dele, ela veria tudo que está acontecendo, que já é real e já existe no continuum do espaço-tempo ao mesmo "tempo" e voltaria para o "presente", que é o momento no tempo que ela está atualmente trilhando, com a informação do que irá acontecer. Na verdade, ela estará voltando ao presente com a informação do que já aconteceu, mas que ela não viveu ainda, pois está caminhando na trilha do tempo um dia seguido do outro.

Isto que chamo de visão. É o sair do tempo e retornar. Quando saímos do tempo, estamos vendo o que está acontecendo no AGORA, que é o único tempo que realmente existe. Fora do tempo, nós ressoamos a linguagem de luz, pois nós vamos até o AGORA com o nosso corpo de luz. Então quando retornamos ao nosso corpo, precisamos integrar esta informação ao nosso cérebro 3D, traduzindo o bloco de informações em palavras. Este bloco de informações parecerá com um conjunto de sensações, sentimentos, cheiros, imagens e saberes, todas misturadas, e cabe ao Ser "separar" as sensações de forma linear para poder interpretá-lo com o seu corpo físico, passar para linguagem falada para então poder transmitir a mensagem do que viu para as outras pessoas.

Comigo, o processo todo acontece de repente. Estou acordada no meio de uma atividade quando começo a sentir o meu corpo formigar e vibrar. Ele parece que começa a vibrar em uma frequência diferente do mundo a minha volta e a minha visão fica turva, então por alguns segundos eu sou invadida por um conjunto de sensações e imagens e retorno ao meu corpo. Estas sensações e imagens são a forma como o meu cérebro 3D tenta interpretar o que eu vi quando eu saí dele e retornei. Então preciso focar nestas sensações e deixar o conhecimento destas imagens e emoções fluir do meu coração para um ponto no meio da minha cabeça, em que eu sem tentar pensar ativamente sei o que cada coisa significa. Se eu tentar influenciar ou pensar no que isto significa, vou estar influenciando a interpretação da linguagem de luz. A maneira para se interpretar sem interferir é só relaxar e deixar que o conhecimento inato venha até você, de dentro do meu cérebro para fora.